ABORDAGEM ARTESANAL, CRÍTICA E PLURAL / ANO 13

América do Sul, Brasil,

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Thomas Kuhn e as revoluções científicas

Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

O vídeo tem como objetivo apresentar a filosofia da ciência de Thomas Samuel Kuhn, enfatizando sua estrutura lógica e seus principais pontos.


 

O material está dividido em três partes, que abordam os seguintes tópicos, enfatizando sempre a epistemologia de Thomas Kuhn:

(1) Ciência normal;

(2) Paradigmas, crises e revoluções científicas;

(3) Considerações finais: externalismo, ciência normal, paradigmas, revoluções e a questão das Ciências Humanas.

As referências que fundamentam o vídeo são: CHALMERS, Alan. O que é ciência afinal? São Paulo: Brasiliense, 1993; KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2018; KUHN, Thomas. O caminho desde a estrutura: ensaios filosóficos, 1970-1993. São Paulo: Unesp, 2017; OLIVA, Alberto. Racional ou social? A autonomia da razão científica questionada. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2005.

 .